LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Delegado da PF que coordena Lava Jato fez campanha para Aécio


Por Eduardo Guimarães, em seu blog
Em janeiro deste ano, o delegado da Polícia Federal que coordena as investigações da Operação Lava Jato no país, Igor Romário de Paula, afirmou que o juiz Sergio Moro ainda poderia prender o ex-presidente Lula.
Esse delegado é o mesmo que, em manifestações feitas no Facebook durante a campanha eleitoral de 2014, compartilhava propaganda eleitoral do então candidato do PSDB à Presidência da República, segundo matéria do jornal O Estado de São Paulo.
“Esse é o cara!!!!”, escreveu Romário de Paula no dia 18 de outubro de 2014, de dentro da Delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado. Ele comentava montagem com várias fotos de Aécio nas quais ele aparece ao lado de diferentes mulheres.
As investigações da Lava Jato estão sendo conduzidas por delegados vinculados a Romário de Paula, que atuou na prisão de Youssef e participa de grupo do Facebook chamado Organização de Combate à Corrupção, cujo símbolo é uma caricatura de Dilma, com dois grandes dentes incisivos para fora da boca e coberta por uma faixa vermelha na qual está escrito “Fora, PT!”.
Esse grupo se autoproclama um instituto cujo objetivo é mostrar às pessoas que “o comunismo e o socialismo são um grande mal que ameaça a sociedade”.
No dia 17 de outubro, Igor de Paula também compartilhou um link da revista inglesa The Economist que defendia voto em Aécio. Na notícia, lia-se: “Brasil precisa se livrar de Dilma e eleger Aécio”.
Entre o 1.º e o 2.º turnos, o delegado também divulgou duas propagandas eleitorais de Aécio. A primeira acusava o PT de perseguir o juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato na Justiça Federal do Paraná. A outra era uma reprodução de uma frase do tucano criticando Dilma, num dos debates na TV: “Que triste o País onde a presidente da República é que determina quem será investigado”.
Isso tudo sem falar da célebre foto que todos estamos carecas de conhecer.